Organizando a viagem – Parte VI

Viajar é bacana. Estar preparado para a viagem é fundamental.

Quando se pretende sair do país, é preciso saber qual documento pode ser usado para onde se está indo. Veja bem: podemos viajar com qualquer coisa, é claro. Sempre. Mas se viajarmos com qualquer documento, corremos o risco não muito agradável de, tipo assim... não conseguirmos nem embarcar. Um ponto importante: somos turistas acidentados, não burros. Para ser turista, é preciso viajar. Para viajar, é preciso embarcar no aparelho (seja ele qual for) que irá nos levar. E, portanto, é importante ter o documento certo.

O documento mais importante para sair do país é o passaporte. Claro: não é o único. Há países em que podemos ir só com a carteira de identidade. Já aviso, porém, que não são todos, e eles adoram ficar criando encrenca com bobagem. Sabe o famoso “discutir por troco de pão”? Pois é. Daí, para ter certeza de que não haverá problema algum, o melhor é garantir o amigo passaporte.

O passaporte é um livrinho. Parece a carteira de trabalho, e as coisas que você coloca lá são tão legais quanto. Eu, pelo menos, acho. Mó legal o carimbo “Entrou no país”, “Saiu do país.”, “Não faz idéia do que fez no país”, etc. Não fala de quanto você recebe, mas deve servir para algo semelhante, né? Afinal, quanto mais você consegue viajar, mais você tem um emprego bom para te mandar viajar tanto OU para te permitir viajar sempre, de férias, na boa, na moral. Por isso, acho que é mais legal ter passaporte.

Tirar o passaporte é fácil. Se você não tiver pressa, é facílimo. Ao menos no Brasil: você paga as taxas, separa os documentos, marca para um dia aleatório o dia de tirar o documento (o que não costuma ser em breve), vai nesse dia com os documentos, sorri para a foto e espera outros dias para tudo ficar pronto. Viu? Fácil, se você não tiver pressa. Se tiver pressa – como sempre é o caso de Jack, que insiste em se esquecer de checar se o documento não está em vias de vencer e só lembra de fazer isso faltando, digamos, duas semanas para embarcar. A situação de Jack já é tal que no posto onde se tira o documento em caráter de emergência já tem uma foto de Jack e uma lista de quais parentes dele já morreram, casaram ou similares, para que ele não mate a mesma mãe duas vezes (afinal, ele já disse que foi abandonado e cuidado por diversas mães ao longo de sua dura vida, mas tem que cuidar para não matar quem já tá morto).

É difícil decidir, quando se é um turista acidentado, o que é melhor: marcar em cima da hora, marcar com antecedência e chegar atrasado, chegar na hora e com a papelada toda confusa... Particularmente sou mais fã do esquema “levar a papelada toda confusa”, pois ninguém pode te punir e evitar que você saia do país por agir (não ser, veja bem! Há grande diferença entre agir como e ser um!) como um perfeito idiota. Aliás: acho que eles até preferem que você saia e não volte, mas isso não é abertamente declarado, tá? Mas você pode tentar tudo isso. Ou, melhor: como 5 anos é muito tempo e você vai levar 15 para descobrir qual sua forma acidentada favorita de tirar passaporte, faça ciclos de debate com os mais experientes. Sim: junte seus amigos Turistas Acidentados, cada qual com seu conhecimento diferenciado, e veja o que prefere. E não se surpreenda ao descobrir que prefere usar todos os meios ao mesmo tempo.

De qualquer forma, não podemos nos esquecer de um ponto importante na hora de tirar o passaporte: a foto. A foto é uma marca sua, e uma que poderá ser levada para sempre. Assim, quando estiver sorrindo para a foto, faça uma cara que te marque como turista acidentado. Pela nossa experiência, não dá pra fazer joinha na hora da foto. Jack tenta sempre, e quase foi preso numa das vezes em que insistiu nisso. Mas... é, não custa tentar, você sabe. E você também pode tirar foto com cara de paisagem, com olhando para cima (como se estivesse sonhando), mostrando a língua, com cara de medo, fingindo querer assustar alguém. Vamos lá, faça suas apostas: qual será sua escolha? Qual será apresentada? Eu já tirei foto com cara de zumbi e ela passou, então aposto que você também consegue.

Tendo o passaporte, vamos aos vistos. Daqui 15 dias. Ou mais.(310112012)

Anterior
Pular 10 para trás
Índice
Pular 10 para frente
Próximo

EUqueDISSE 2014